info 10% desconto Regista-te na nossa newsletter e recebe o cupão de Desconto por email.

Concordo com o processamento de dados por parte da entidade para fins de comunicação e concordo em ser contactado pela mesma entidade.

(CORRIGIDO) Diogo Correia venceu Taça de Portugal de Drift

(CORRIGIDO) Diogo Correia venceu Taça de Portugal de Drift

Taça Portugal de Drift.jpg

O Circuito Vasco Sameiro em Braga recebeu no passado domingo a Taça de Portugal de Drift, com a organização a cargo do Clube Automóvel do Minho.

Devido à fraca afluência de pilotos nacionais, a organização aproveitou a presença dos pilotos estrangeiros que no dia anterior tinham disputado o Desafio Ibérico de Drift, para assim apresentar uma lista com 34 inscritos para melhorar o espetáculo para o público e tornar a competição mais renhida. No entanto, muitos deles não alinharam devido aos problemas mecânicos que sofreram no dia anterior e no próprio dia durante a sessão de treinos, tendo havido apenas quatro batalhas no Top32, passando os restantes pilotos diretamente para o Top16.

No Top32, Stephane Ribeiro venceu a Eloy Hinojosa e João Salvador derrotou Gualter Teixeira, enquanto Miguel Peixoto se superiorizou frente a Celso Lopes. Já o espanhol Marc Blanco deixou para trás Miguel Granja.

No Top 16, Stephane Ribeiro deu tudo o que tinha mas não conseguiu vencer o ucraniano Alex Golovnya, enquanto o francês Sebastien Farbos foi derrotado pelo espanhol Pedro Garcia. Os portugueses Armindo Martins e João Salvador cumpriram a tradição desta época e voltaram a encontrar-se numa batalha, onde, como tem mandado a tradição, saiu vencedor Martins. A luta continuou, desta vez com Sérgio Gomes a ficar pelo caminho frente ao francês Ange Muñoz, e Miguel Peixoto a levar a melhor sobre Joel Silva que no dia anterior se tinha destacado bastante. A batalha seguinte foi deveras surpreendente e deu inclusive direito a “One More Time”. Gonçalo Minderico esteve com uma pilotagem irrepreensível e espremeu ao máximo o seu BMW E46, mas ainda assim, e por pouco diga-se, não conseguiu levar a melhor frente ao impressionante Toyota GT86 2JZ do ucraniano Daniel Korogodky. Anthony Rocci que no dia anterior tinha vencido o Desafio Ibérico de Drift, acabaria por perder agora com Aymeric Esclarmonde. Para finalizar o Top16, a última batalha só foi possível graças ao enorme desportivismo e companheirismo que se vive no Drift, pois Diogo Correia não iria alinhar devido a problemas mecânicos no seu BMW E92. No entanto Armindo Martins emprestou o seu Nissan 350Z LS3 ao piloto de Braga, e assim Diogo Correia não só alinhou no Top16, como passou ao Top8 depois de vencer a Marc Blanco.

Iniciado então o Top8, Alex Golovnya venceu Pedro Garcia e Armindo Martins venceu Ange Muñoz, enquanto Daniel Korogodky levou a melhor sobre Miguel Peixoto numa batalha um pouco polémica, numa altura em que a chuva começou a cair no Vasco Sameiro. A finalizar, Diogo Correia superiorizou-se frente a Ayemic, com ambos os pilotos a sentirem dificuldade em controlar os carros no asfalto escorregadio.

A primeira semi-final foi entre Armindo Martins e Alex Golovnya, uma verdadeira luta de titãs que se fosse disputada em piso seco, iria certamente proporcionar um espetáculo vibrante, assim como na batalha seguinte entre Diogo Correia e Daniel Korogodky. Armindo e Daniel foram os derrotados das suas batalhas, e assim encontraram-se na final para disputar pelo terceiro e quarto lugar, tendo o campeão em título Armindo Martins conquistado o 3º posto. Na grande final, a chuva caía já com bastante intensidade e as condições de visualização assim como do próprio traçado não eram de todo as ideais. Os pilotos deram o seu melhor, e por uma diferença mínima acabaria o ucraniano Alex por sair como vencedor da geral, conquistando Diogo o degrau intermédio do pódio.

Contudo como os pilotos estrangeiros não estavam a competir pela Taça de Portugal, Diogo Correia foi assim o vencedor da competição, com Armindo Martins a ficar no segundo lugar e o pódio a ser encerrado por Miguel Peixoto.

__

Luis Lamego (Press Officer CPD)

PhotoMotor e DriftKult são marcas da Associação Aveiro Elite Club
Mais sobre nós: CLIQUE AQUI

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido contra cópia
X